terça-feira, 30 de março de 2010

CHAPA 2 !!! Eleição do DCE!!

1

Somos estudantes de todos os campi da Universidade de Pernambuco que estão há algum tempo debatendo os rumos de nossa instituição de ensino superior, envolvidos num projeto nacional da Universidade que desejamos para o nosso país e estado. Para isso, é preciso chegar sabendo que a gente tem o sol na mão; passar em muita sala, fazer muita luta e participar do dia-a-dia do Estudante, para discutir nossa formação, esporte, cultura e lazer e de fato construir uma gestão democrática e atuante. Venha fazer parte desse cordão, venha construir a novidade; uma nova UPE!

2

Após o momento da crise pela qual passou o nosso país no ultimo período, e após ter superado a mesma de maneira satisfatória, nosso país passa por um momento de fortalecimento das políticas publicas de Estado, em áreas como educação, esporte, ciências & tecnologia e meio ambiente. A descoberta do petróleo na camada pré-sal, por exemplo, não é uma dádiva dos deuses, e sim, fruto de um grande investimento que vem sendo feito em C&T. Não obstante, o movimento estudantil através da UNE, UBES, UEP ergueu uma grande bandeira, pra aproveitar o momento histórico por que passa o nosso país; por isso defendemos os 50% do fundo social do pré-sal para educação, a divisão dos royalties do pré-sal e a criação, em Pernambuco, de um fundo para educação, em especial para a UPE. Além disso, é preciso valorizar os espaços democráticos que vem sendo criados nos últimos tempos, como as conferências de esporte, educação e comunicação. Espaços em que o movimento estudantil esta presente defendendo a pauta de todos os estudantes a fim de construir uma sociedade mais democrática.

Em Pernambuco, não é diferente, nosso estado tem vivido uma realidade, no que se refere aos investimentos públicos na economia e nos setores sociais. A refinaria Abreu e Lima, o Estaleiro Atlântico sul, o pólo Farmoquímico, o pólo Têxtil do agreste, dentre outras medidas, proporcionam a geração de milhares de emprego e renda para a população de Pernambuco. No que se refere à educação, temos a expansão das universidades federais, a retomada do ensino técnico e tecnológico. É preciso garantir que esses novos investimentos também cheguem à nossa universidade, elevando sua qualidade, através do fomento da pesquisa e da extensão e da melhoria de nossa universidade, elevando sua qualidade, através do fenômeno da pesquisa e da extensão e da melhoria de nossa infra-estrutura e de nossas condições de ensino. A UPE precisa ter amplo acesso e contribuição diante desse novo momento. Cabe a universidade interferir nessa realidade, produzindo o conhecimento voltado para a melhoria de vida do conjunto da população. Assim, teremos a certeza de um desenvolvimento consistente e que se reverta para o acúmulo de ainda mais conquistas nas áreas sociais.

3

No pique de uma escola campeã...

· Lutar para que se tenha uma politica efetiva de esportes da Universidade.

· Ampliar a discussão acerca da promoção da atividade física nos curso da UPE.

· Desenvolver um programa de fortalecimento dos jogos internos e também das Associações Atléticas Acadêmicas e coordenações de esportes nos DA’s das unidades.

· Construção do INTERUPE e sua efetiva inclusão na lei de incentivo ao esporte, visando ampliação para o evento.

· Criação e/ou convênios com pólos de treinamento nas diversas regiões que possuem unidades de ensino da UPE, para ampliar o acesso e participação de todos os estudantes em competições dentro e fora do contexto acadêmico.

· Criação de um programa de promoção de saúde para a universidade.

· Criação de Ligas Universitárias.

4

Assistência estudantil

O movimento estudantil da Universidade de Pernambuco conquistou uma vitoria histórica liderada pelo movimento “Da Unidade Vai Nascer a Novidade”: a gratuidade da ciente de que, com essa vitoria, não podemos parar reacendemos o debate da assistência estudantil, com o objetivo de que a universidade cumpre seu papel na manutenção dos estudantes na nossa instituição.

· Criação de um Fundo de Assistência Estudantil da UPE.

· Criação de Plano de Assistência Estudantil da UPE, cujo objetivo é garantir aos estudantes carentes da Universidade acesso à alimentação, transporte, iniciação cientifica e material didático.

· Criação de uma pró-reitoria de assistência estudantil, cujo órgão será responsável por políticas de financiamento específico para a área que garantam a alimentação através de construção do Restaurante Universitária RU espaço de vivencia e bolsa - auxilio para os estudantes.

· Mais ofertas de bolsas de programas acadêmicos remunerados, de forma que venha estimular a participação acadêmica nas atividades de ensino – pesquisa – extensão.

· Meia passagem intermunicipal.

· Criação e ampliação de atendimento médico e psicologia dos estudantes nos diversos campi da UPE.

· Ampliação do acervo e melhoria das bibliotecas, assim com informatizadas.

· Reservas de vagas do Prolinfo para estudantes da UPE.

· Criação de um banco de estagio de talento na Universidade.

· Fortalecer a ouvidoria da UPE.

· Qualificar e criar creches nos diversos campi da UPE, de forma que atenda a comunidade interna.

· Lutar pela estruturação dos campi para garantir a acessibilidade dos estudantes com necessidades especiais.

6

UNIVERSIDADE: Para ser muito mais UPE!

· Criação de um fundo estadual que garanta investimento para educação através da arrecadação dos royalties do pré-sal para o estado.

· Fortalecimento do Conselho Social da UPE.

· Ampliação das vagas na UPE tendo também garantia de uma melhor qualidade de ensino.

· Discutir um modelo democrático de acesso a UPE. Tendo como base ampliar as discussões sobre o novo ENEM.

· Ampliar o debate sobre o sistema de cotas da universidade.

· Participação do DCE nas Comissões próprias de Avaliação d UPE.

· Rediscutir o ENADE.

· Aprofundar o debate sobre autonomia e sobre as fundações privadas.

· Fiscalizar as construções e ampliações dos campus da UPE, reivindicando também melhorias de infra-estruturas dos campus pré-existentes.

· Reivindicar contratação de novos professores para a Universidade.

· Divulgar e valorizar as pesquisas acadêmicas.

7

Ensino, Pesquisa e Extensão

· Lutar por uma reforma curricular que acompanhe o desenvolvimento de Pernambuco.

· Cobrar uma política de extensão mais forte, que realize projetos sociais e integrem os estudantes de vários cursos da universidade;

· Lutar contra a ingerência das empresas privadas nos rumos das pesquisas desenvolvidas na UPE;

Meio-ambiente

· Arborização dos campi da UPE, hoje composto praticamente por concreto;

· Lutar pela implantação da coleta seletiva nos campi

· Oportunizar palestras sobre envolvendo questões ambientais, como aquecimento global e desenvolvimento sustentável.

Cultura

· Organização de calouradas nos diversos campi da UPE

· Incentivo às produções culturais dos estudantes da UPE, a exemplo de grupos de teatro, música, dança e cinema através de festivais.

· Trazer o Trote Legal da União dos Estudantes de Pernambuco - UEP para a Universidade.

· Criação do Cuca na UPE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário