quarta-feira, 30 de setembro de 2009

PALESTRA:
A CULTURA NA REVOLUÇÃO BOLIVARIANA
Ministro do Poder Popular para a Cultura da
Venezuela Héctor Soto vai dar uma palestra no
auditório da faculdade de enfermagem da UPE!
DATA: 05 de Outubro de 2009
HORÁRIO: 18h
PARTICIPE!

CEB... Participe!

Delegados Eleitos... Rumo ao XI CONEUPE!

No dia 23 de Outubro de 2009 às 12h 30 min, no Ginásio Roberto Magalhães, foi realizada a Assembléia do DA/ESEF tendo como pauta o XI CONEUPE!

Nela os acadêmicos tiveram um esclarecimento do que é o CONEUPE, para que serve e como é dado o processo do evento. Durante a assembléia também foi feito o processo eleitoral dos 10 candidatos a delegados e os 10 candidatos a suplente (seguindo as normativas do evento e do edital de eleição da ESEF) e também foi encaminhado que os estudantes da ESEF irão construir uma tese para ser defendida no Congresso.

Para a construção desta tese serão marcadas reuniões onde o coletivo de estudantes irão pontuar, nos diversos temas, o que os ESEFIANOS querem e/ ou opinam para construir uma sociedade mais justa e um Movimento Estudantil dentro de nossa Universidade mais forte.

Segue abaixo os nomes dos Delegados e Suplentes do XI CONEUPE:

Marília Silva Folha - 4º Bacharelado

Luciano Gedeão da Silva - 3º Licenciatura

Eduardo dos Reis - 3º Licenciatura

Lais Mágero da Costa - 7º Bacharelado

Jario Vasconcelos - 2º Bacharelado

Arthur Campos Casado - 6º Licenciatura

Thamires Lucena da Silva - 5º Licenciatura

Saulo dos Santos - 1º Licenciatura

Ana Luisa Góes - 3º Licenciatura

Talita Paloma de Lima - 1º Licenciatura

Jerônimo Correia de Morais - 7º Bacharelado

Carlos Victhor Rosendo - 5º Licenciatura

Lamartine Almeida - 4º Bacharelado

Vinícius Barbosa - D.I.

Fabíola Ribeiro - 7º Bacharelado

Ellen Regina - 6º Bacharelado

Jaqueline Borges - 2º Bacharelado

Ângelo Santos - 7º Bacharelado

Rafaela Gomes - 2º Bacharelado

Policássia - 1º Bacharelado

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

PREFEITO ABRE IV CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE POLÍTICA CULTURAL NESTA SEXTA 09:58 Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009

O prefeito do Recife, João da Costa , abre hoje a IV Conferência Municipal de Política Cultural do Recife, às 19h, na Escola Estadual Sizenando Silveira, em Santo Amaro. Pouco antes da abertura oficial, acontece o credenciamento, a partir das 18h. Também haverá apresentação da Orquestra Independente do Ibura e Passistas da Escola de Frevo Maestro Fernando Borges.

A Conferência, que se trata de uma etapa preparatória para a II Conferência Nacional de Cultura, terá como tema “Cultura, Desenvolvimento, Diversidade, Cidadania e Controle Social” e se estende até o domingo (27), quando será feita a leitura das moções. O objetivo do evento é debater e propor diretrizes para a política cultural da Cidade, fomentando segmentos culturais, tendo como foco, a participação popular e a descentralização das ações.

Durante os 3 dias do encontro, os 239 delegados representantes de 12 segmentos culturais (Trabalhadores da Cultura e Instituições Culturais Não-Governamentais , Patrimônio e Arquitetura, Artes Visuais, Design, Áudio Visual, Literatura, Artesanato, Música, Artes Cênicas, Ciclos Culturais, Produtores Culturais, e Fórum Temático de Cultura) e das seis RPA`s, discutirão as políticas aplicadas no município, através de trabalhos em grupo e uma plenária final.

Durante o evento, serão realizados grupos de trabalho, com 70 membros cada um, divididos nos seguintes eixos temáticos: Cultura e Desenvolvimento Sustentável; Diversidade Cultural e Produção Simbólica; Cultura, Cidade e Cidadania; Cultura e Economia Criativa e Gestão e Institucionalidade da Cultura.

Os grupos de trabalho vão discutir as 325 propostas aprovadas durante o período de pré-conferências (de 10 de agosto a 11 de novembro deste ano), que serão levadas à plenária final, que ocorre no último dia, o domingo (27). É nesta plenária em que serão selecionados 25% das propostas para o município e 10% para âmbito estadual e nacional, além das de curto, médio e longo prazo. As resoluções aprovadas na plenária final servirão de guia para a política cultural e atividades a serem seguidas pela Secretaria de Cultura do Recife. Ao contrário do ano passado, a eleição dos delegados para a II Conferência Estadual de Cultura, acontece posteriormente, no dia 20 de outubro.

Visite o site desta notícia:

[ Prefeitura do Recife ]

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

ATENÇÃO!

No dia 23 de Setembro de 2009 às 12h 00 min, no Ginásio Roberto Magalhães, será realizada uma Assembléia dos Estudantes da ESEF / UPE. Onde terá como principal função explicar o que é o CONEUPE, assim como eleger os Candidatos a Delegados da nossa Instituição de Ensino. A ESEF tem direito a eleger 10 Delegados, segundo o Estatuto do Congresso, e 10 suplentes (como foi colocado em nosso edital).

Não fique por fora... Participe!

Visite o Link abaixo para ter acesso ao Edital:

[ EDITAL ]

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

1º Seminário Nacional do Circuito Universitário de Cultura e Arte

Nos dias 30 de Setembro e 01 de Outubro, acontece o 1º Seminário Nacional do Circuito Universitário de Cultura e Arte - o CUCA da UNE.

Previsto para acontecer na cidade do Recife, com o tema Juventude, Cultura e Política, o evento vai reunir integrantes do CUCA , diretores de cultura de entidades estudantis estadual e de DCEs e representantes de Pontos de Cultura.

O Seminário do CUCA deverá promover a integração e o fortalecimento dos vínculos entre a rede dos estudantes e a rede dos pontos de Cultura, além de estabelecer trocas de saberes e consolidar redes de solidariedade e intercâmbio cultural. O Seminário discutirá de forma aprofundada os temas referentes às relações entre cultura, juventude e política, em sintonia com as resoluções dos Fóruns Nacionais dos Pontos de Cultura.

Com uma programação de dois dias, o 1º Seminário Estadual do CUCA realizará sua abertura com um debate sobre seu próprio tema. Essa discussão contará com convidados da UNE, UEP, Ministério da Cultura e da Secretaria Municipal de Cultura de Recife e Olinda, parceiros do evento.

SERVIÇO:

30 de Setembro (quarta)

- Juventude, Cultura e Política

Local: Auditório do CAC

Hora: 15h às 18h

01 de Outubro (quinta)

- CUCA e Movimento Estudantil: Possibilidades e Perspectivas

Local: Auditório do CAC

Hora: 14h às 16h

- Plano de Ação e encaminhamento de propostas

Local: Auditório do CAC

Hora: 16h às 18h Contatos: Rafael Buda (Coordenador CUCA Pernambuco): 081 8750 9334 081 8750 9334 / 081 9689 3671 081 9689 3671

OBS.: Este texto foi retirado do Site do PC do B! Visite:

[ Portal Vermelho ]

terça-feira, 15 de setembro de 2009

UPE divulga vencedor do concurso da logomarca da 9a Semana Universitária

A Universidade de Pernambuco (UPE), através da Escola Superior de Educação Física (Esef), da Faculdade de Ciências Médica (FCM), da Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora das Graças (Fensg) e do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), todas da UPE, divulgou no dia 04 de Setembro de 2009 o resultado do edital de concurso para escolha da logomarca da 9a Semana Universitária do campus da UPE em Santo Amaro.

O aluno do 6o período de Ciências Biológicas da Universidade, Joelton Barbosa da Silva, autor da logomarca vencedora que teve como tema “Saúde e Meio Ambiente”, receberá uma medalha, certificado e premiação que está sendo definida. Puderam participar da seleção alunos e servidores da instituição, que foram julgados por uma comissão composta por um representante docente de cada unidade do campus Santo Amaro, indicado pela direção da unidade, um representante dos servidores indicado pelo Sindicato dos Servidores da UPE (Sindupe), um representante discente indicado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE/UPE) e um representante docente indicado pela Seção Sindical dos Docentes da UPE (Adupe).

OBS.: Notícia retirada do site da UPE, visite:

[ Site da UPE ]

domingo, 13 de setembro de 2009

UEP e UMES encontram o Presidente Lula e reivindicam recursos do Pré-sal para educação

Na tarde desta Sexta-feira, 11 de Setembro, a UEP e a UMES encontraram-se com o Presidente Lula para reivindicar mais investimentos em educação oriundos do Fundo Social que o governo federal pretende criar para gerir as riquezas do Pré-Sal. Na ocasião, o presidente inaugurou o novo campus do IFPE no Município de Ipojuca, marco do avanço do ensino profissional e tecnológico do país.

"Reconhecemos a expansão do ensino profissional e tecnológico, a maior já registrada na história do país, como crucial para o desenvolvimento da região. Acreditamos que os recursos do Pré-Sal podem contribuir ainda mais para estes avanços, por isso endossamos o coro em relação à necessidade de velocidade na tramitação do seu novo marco regulatório e nos juntamos à UNE na reivindicação pela destinação de 50% dos recursos do Fundo Social para a educação", defendeu Virgínia Barros, presidente da UEP, ao presidente Lula.

A pauta de reivindicações das entidades continha ainda melhorias para o IFPE e foi entregue pessoalmente à Lula, num encontro que contou também com a presença de Vinícius Barbosa, vice-presidente regional da UNE, Zanzul Alexandre, presidente do D.A. do IFPE e Jéssica Gabrielly, presidente do Grêmio do IFPE.

A UEP e a UMES acredita que a descoberto do Petróleo abaixo da camada de Sal abre um novo horizonte para os investimentos nos setores sociais. Esta riqueza pertence ao povo brasileiro, daí a reivindicação para que seja destinada também para a educação", afirmou Tiago Oliveira, presidente da UMES.

Com esses recursos, e um conjunto de outras medidas, descortina-se a construção de uma educação de caráter público, gratuito e de boa qualidade, reforçando sua concepção como primordial na construção de uma nação soberana, desenvolvida e socialmente justa.

OBS.: Esta matéria foi retirada do site da UEP – Cândido Pinto (União dos Estudantes de Pernambuco), Visite o Site:

[ SITE DA UEP ]

III Seminário Livre pela Saúde

A Crise do Capital e seus impactos na Saúde dos Trabalhadores e Trabalhadoras: Construindo uma alternativa Popular

Olá companheir@s,

Dos dias 30 de outubro a 02 de Novembro de 2009, ocorrerá na cidade de Recife, no campus da UFPE, o III Seminário Livre pela Saúde, que contará com a presença de estudantes, trabalhadores, militantes dos movimentos sociais e de juventude, unidos para debater a Crise do Capitalismo, seus impactos na classe trabalhadora e na Saúde, e buscar um rumo para uma Alternativa Popular ao que está posto.

Até lá, os coletivos dos vários Estados passarão por um intenso processo de estudo e debates locais, durante os pré-seminários, que cumprirão o papel de nos preparar para os debates durante o Seminário. Nosso objetivo final é apontar quais os rumos que devemos seguir dali em diante para a construção de um projeto verdadeiramente Popular para a Saúde do povo Brasileiro, e quem serão nossos aliados nesta caminhada.

Mas de onde vem este Seminário?

Os Seminários Livres pela Saúde

A História dos seminários livres se inicia em Natal, no primeiro semestre de 2008. Alguns setores ligados ao movimento estudantil da Saúde iniciam um debate em seus Congressos setoriais de que havia uma necessidade premente de se debater os rumos que havia tomado a Reforma Sanitária Brasileira, e qual sua relação atual com a luta por um novo modelo de Sociedade, uma vez que a maior parte dos Setores que compunham a luta pela democratização da Saúde no País estavam ocupando cargos de gestão e mudando cada vez mais seus discursos iniciais de rompimento, num verdadeiro processo de amoldamento à ordem. Desta feita, estes movimentos culminaram na construção do I Seminário Livre pela Saúde, ocorrido em Natal, que teve como tema: “20 anos de SUS: a luta pela Saúde no Brasil de hoje”, onde foram discutidas questões como a Reforma Sanitária e sua luta pela democracia, as lutas da classe trabalhadora nos últimos 25 anos, como fazer a luta pela Saúde em tempos de neoliberalismo e vários outros aspectos.

Este seminário rendeu vários frutos, como a articulação com setores do movimento Sindical e a necessidade de se manter um espaço de discussão como este para a construção de um projeto alternativo de luta pela saúde. Ao final do encontro, foi redigida a Carta de Natal, que contém valiosos elementos de análise da conjuntura e da história da luta pela Saúde em nosso País, analisando alguns pontos cruciais da trajetória da luta pela Saúde e apontando o esgotamento da disputa política centrada nas eleições e ocupações de cargo dentro do Estado.

No segundo semestre, tiveram continuidade os debates no II Seminário Livre pela Saúde, ocorrido em Belo Horizonte, que contou com um leque de setores ainda maior, e teve como tema: “Saúde e Neoliberalismo. Foram dias de intenso debate e muito amadurecimento coletivo, onde conseguimos avançar no debate de quem são os reais inimigos da classe trabalhadora no campo da Saúde. Agora, viemos por meio deste fazer uma convocação aos movimentos, entidades e organizações para participarem do III Seminário Livre pela Saúde, que terá como tema: ”A Crise do Capital e seus impactos na saúde dos trabalhadores e trabalhadoras: construindo uma alternativa popular” e terá seu debate centrado em 3 eixos: A Crise do capitalismo e seus impactos na Classe Trabalhadora, a Crise e seus impactos na Saúde e a Construção de um projeto Popular para a Saúde no Brasil.

.::A programação está construída da seguinte forma::. 30 de Outubro: - Acolhimento - Mesa 1 - Os impactos da Crise na Classe Trabalhadora

· Gabriel Vitulo - prof do Serviço Social - UFRN

· João Pedro Stédile - MST

- Grupo de Discussão 31 de outubro - Mesa 2 - Os impactos da Crise na Saúde dos Trabalhadores e Trabalhadoras

· Itamar Lages - Prof de Enfermagem UPE

· CEBES

· Maria Inês de Souza Bravo - profa Serviço Social - UERJ

- Grupo de Discussão - Oficinas

· Economia Política

· Agitação e Propaganda

· O que é um projeto popular

· Teatro do Oprimido

01 de Novembro - Mesa 3 - Construindo uma Alternativa Popular

· Ricardo Gebrim - Assembléia Popular Nacional

· Roberta Traspadini - Consulta popular - profa da UFES

· Vinicius Ximenes - Coletivo Nacional do Seminário Livre

-Grupo de Discussão - Grupo de Trabalho (elaboração do documento) 02 de Novembro - Grupo de Trabalho e Plenária final (elaboração do documento)

Estamos em fase final de Elaboração do Caderno de textos que poderá balizar as discussões nos Estados, e assim que estiverem prontos nós mandamos para as listas.

Chamado à participação

Nestes tempos de crise do capitalismo e ausência de uma alternativa de esquerda, urge unificarmos nossas forças para buscar respostas e construir lutas unitárias, pensando e propondo uma nova matriz para o pensamento sanitário brasileiro.

Fica aqui o convite aos camaradas e às camaradas, lutadores e lutadoras sociais, que estão dispostos a construir um debate rico, plural e propositivo, com vistas à construção do Poder Popular para colocar na ordem do dia a construção de um país Socialista!

OBS.: Este texto foi retirado da Lista de Grupo do MEEF!

Para saber outras informações sobre o evento, envie um e-mail para:

[ seminariolivrepe@gmail.com ]

sábado, 12 de setembro de 2009

Festival CUFA PE - Programação para sábado!

Confira a programação do Festival CUFA PE etapa final da Liga Internacional de Basquete de Rua e do Festival do Rap Popular Brasileiro
A Partir das 15:00 teremos apresentação dos
GRUPO DE B.BOYS- REAL BREAK
BANDA SHIN-O-TOWN
FINAL da Liga de Basquete de Rua - LIIBRA
Às 16:00 horas começa o RPB FESTIVAL com apresentação dos 4 finalistas:
PREGADORES DO RAP
KBSSA
PE87
BANDA VÍRUZ
A partir das 17:30 O MELHOR DO RAP PRENAMBUCANO:
A CORJA
TIGER
ZÉ BROWN
A CUFA – Central Única das Favelas – é uma organização sólida, reconhecida nacionalmente pelas esferas políticas, sociais, esportivas e culturais. Foi criada a partir da união entre jovens de várias favelas do Rio de Janeiro – principalmente negros – que buscavam espaços para expressarem suas atitudes, questionamentos ou simplesmente sua vontade de viver.
Para outras informações sobre o festival e
para conhecer um pouco sobre a CUFA, visite:

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

XV GRITO DOS EXCLUÍDOS - VIDA EM PRIMEIRO LUGAR: A FORÇA DA TRANSFORMAÇÃO ESTÁ NA ORGANIZAÇÃO POPULAR

O lema do XV grito nos convoca e desafia a pensar e discutir com a sociedade a atual crise do capitalismo, que mais uma vez deixa a conta para os pobres pagarem, e a necessidade de construir um novo projeto de sociedade onde a dignidade da vida esteja em 1º lugar.

Vida digna e justa é mais do que mera sobrevivência, exige mudança e condições reais que garantam as aspirações básicas do ser humano.

O lema também afirma que a força da transformação está na organização e participação popular, um dos grandes desafios para quem sonha um novo projeto de sociedade.

O QUE É O GRITO DOS EXCLUIDOS?

O Grito dos Excluídos é uma manifestação popular carregada de simbolismo, é um espaço de animação e profecia, sempre aberto e plural de pessoas, grupos, entidades, igrejas e movimentos sociais comprometidos com as causas dos excluídos.

O Grito dos Excluídos, como indica a própria expressão, constitui-se numa mobilização com três sentidos:

Denunciar o modelo político e econômico que, ao mesmo tempo, concentra riqueza e renda e condena milhões de pessoas à exclusão social;

Tornar público, nas ruas e praças, o rosto desfigurado dos grupos excluídos, vítimas do desemprego, da miséria e da fome;

Propor caminhos alternativos ao modelo econômico neoliberal, de forma a desenvolver uma política de inclusão social, com a participação ampla de todos os cidadãos.

O Grito se define como um conjunto de manifestações realizadas no Dia da Pátria, 7 de setembro, tentando chamar à atenção da sociedade para as condições de crescente exclusão social na sociedade brasileira. Não é um movimento nem uma campanha, mas um espaço de participação livre e popular, em que os próprios excluídos, junto com os movimentos e entidades que os defendem, trazem à luz o protesto oculto nos esconderijos da sociedade e, ao mesmo tempo, o anseio por mudanças.

As atividades são as mais variadas: atos públicos, romarias, celebrações especiais, seminários e cursos de reflexão, blocos na rua, caminhadas, teatro, música, dança, feiras de economia solidária, acampamentos - e se estendem por todo o território nacional.

Este texto foi retirado da página oficial do Grito dos Excluidos.

Para conhecer mais visite -> [ Grito dos Excluidos ]

Informações sobre O Grito dos Excluídos no Recife -> [ JC Online ]

domingo, 6 de setembro de 2009

XI CONEUPE - Por outra Sociedade!

O CONEUPE – Congresso de Estudantes da Universidade de Pernambuco - estará acontecendo em sua 11ª Edição entre os dias 9 a 12 de Outubro de 2009. Este ano o evento acontecerá no Campus Santo Amaro!

Participe deste que é o maior fórum deliberativo do movimento estudantil na UPE! Ainda nesta semana, os membros do DA / ESEF farão passagens em sala para esclarecer e convidar a todos que queram participar como ouvintes ou Delegados. A eleição de delegados será feita por

meio de uma assembléia e a ESEF tem direito a 10 delegados.

Baixe o Regimento e a ficha de inscrição do CONEUPE:

[ REGIMENTO DO CONEUPE ]

[ FICHA DE INSCRIÇÃO DO CONEUPE ]

UEP travando diálogo sobre proposta de Gratuidade da UPE

No dia 31 de Agosto de 2009 foi realizada na SECTMA uma reunião com a representante da Secretaria de Ciência e Tecnologia do nosso estado (Luciana Santos). A reunião teve como objetivo travar lutas e buscar soluções pela gratuidade da Universidade de Pernambuco e também atender as reais necessidades das autarquias municipais.

A reunião iniciou com 1h 30 min de atraso e na mesa de discussão contou com a presença do atual Presidente da UNE (Augusto Chagas), a Presidente a UEP (Virgínia Barros - Vic), o Presidente do DCE UPE (Divonaldo Barbosa), o Presidente do DCE da FAFOPAIA (Charles Maia) e o Presidente do DCE da FAMASOL (Uchoa). Além destes representantes, marcaram presença também vários DA’s e CA’s da UPE.

Augusto Chagas agradeceu o espaço promovido e falou um pouco sobre o CONUNE e a capacidade de mobilização da União Nacional dos Estudantes. Aproveitou também o momento entregar a Luciana Santos o Projeto da Reforma Universitária construído pelo Coletivo de Estudantes que apóiam a Entidade.

Em suas falas, os representantes da UPE e das Autarquias municipais contaram os problemas de estrutura física, o número insuficiente de docentes e falaram sobre a importância de que a UPE e as autarquias sejam financiadas pela união. A presidente da UEP (Vic) ratificou os eventuais problemas e apresentou um Projeto pela Gratuidade da UPE. Este documento foi encaminhado para Luciana Santos, para o DA / ESEF e posteriormente apresentado no Conselho Social da UPE.

Luciana Santos falou que já havia conversado com o Reitor da UPE (Carlos Calado) sobre o assunto e afirmou que isso é uma questão que depende muito mais de uma decisão do atual governador (Eduardo Campos – ele foi autor de um primeiro documento que pedia a gratuidade da UPE) e que já existe um dialogo com o mesmo sobre a temática. Para que a união financie a UPE a fim de garantir a gratuidade seria necessário ceder 13 milhões de reais por ano a Universidade. Já em relação às autarquias municipais, uma das soluções a ser discutida é incluir a sua federalização através dos recursos do pré-sal.

Uma Universidade deve ser encarada com um agente transformador de uma sociedade e é preciso enxergar a UPE pela dimensão que ela ocupa em nosso estado. È um pouco cômico, para não dizer trágico, ver que a UPE é a única Universidade Estadual que é PAGA. Como podemos pensar no FIM das FACULDADES PRIVADAS quando temos UNIVERSIDADES PÚBLICAS que ainda COBRAM TAXA AOS DISCENTES? Esperamos que o Governador Eduardo Campos até o fim de seu mandato consiga garantir a gratuidade da UPE, já que ela também foi sua bandeira de luta em pré-campanha. Que a gratuidade da UPE não fique funcionando como um trampolim de campanha política a cada quatro em quatro anos.

Queremos uma Universidade gratuita e de qualidade!

“ÔÔÔ UPE...

CHEGOU A HORA!

GRATUIDADE SEM DEMORA!”

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

UPE apresentando proposta de autonomia no Conselho Social

O Reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), Prof. Carlos Calado, presidiu, hoje (31/08/09), reunião do Conselho Social da Universidade. Em pauta foi apresentada a proposta do Projeto de Lei da Autonomia da UPE, que foi entregue ao Governo do Estado em agosto do ano passado (2008).

A proposta é aumentar a participação da UPE na receita do ICMS arrecadado pelo Estado anualmente. O valor apresentado garantirá o funcionamento da instituição de forma autônoma, o que já está previsto na Lei 10.518, de novembro de 1990. O documento estabelece que a Universidade goza de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial. A legislação, ainda, garante o mínimo de 8% do que é destinado à educação estadual para manutenção e desenvolvimento do ensino na instituição.

O debate foi fortalecido com a presença do seguintes membros do Conselho: secretário de Educação, Esporte e Lazer do Recife, Cláudio Duarte; secretário de Educação, Esportes, Juventude, Ciência e Tecnologia de Caruaru, Paulo Muniz Lopes; secretário de Educação de Nazaré da Mata, Aderito Hilton do Nascimento; Arnaldo Carlos de Mendonça e Nelly de Carvalho, ambos do Conselho Estadual de Educação; Karla Maria Bandeira, do Conselho Estadual dos Direitos do Idoso; Maria do Carmo de Oliveira, do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência; Dayse Cabral de Moura, da Secretaria Estadual de Educação; as deputadas estaduais: Teresa Leitão e Nadegi de Queiroz; Gilane Lima e Silva, do Instituto Evaldo lodi (IEL); Antonio Vinícius Barbosa, da União Nacional dos Estudantes (Une); Amanda Clarinda Melo Cravo, da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes); Virgínia Gomes de Barros e Silva, da União dos Estudantes de Pernambuco (UEP); Roberto Burkhardt, da Seção Sindical dos Docentes da UPE (Adupe); Divolnaldo Barbosa e Marcos Aurélio Silva de Souza, do Diretório Central dos Estudantes (DCE/UPE); Walter Ferreira da Costa e Carlos Lopes Teixeira, do Sindicato dos Servidores da UPE (Sindupe); Belmiro Vasconcelos, diretor da Faculdade de Odontologia (Fop/UPE); além dos Pró-Reitores de Graduação (Prograd) e Extensão e Cultura (Proec), Izabel Avelar e Alvaro Vieira de Mello, respectivamente.

CONSELHO SOCIAL: Colegiado superior consultivo, o Conselho Social se constitui de um espaço de interlocu¬ção da sociedade pernambucana nos assuntos relativos ao desenvolvimento institucional da UPE e às suas atividades de ensino, pesquisa e extensão. Composto por 33 representações, inclusive a UPE, tem como presidente e vice, os professores Carlos Calado e Reginaldo Inojosa, respectivamente.

Esta notícia foi retirada do site da UPE!

Para visualiuzar... Visite - > [ SITE DA UPE ]

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Atenção ESEFIANOS!

As inscrições para o INTERCÂMBIO foram PRORROGADAS!

Elas terminarão no dia 4 de Setembro de 2009!

Para outras informações procure a Coordenação de Graduação!

Não Perca tempooo!