quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

1º de Dezembro dia Mundial da Luta contra AIDS

Teste rápido no Dia Mundial de Luta contra a Aids Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR 01/12/2010 | 13h05 | Saúde
O Dia Mundial da Luta Contra a Aids está sendo lembrado hoje pela Secretaria Estadual de Saúde oferecendo teste rápido e gratuito, em frente à Igreja Basílica Nossa Senhora do Carmo. Imagem: Ed Wanderley/DP/D.A Press
Ed Wanderley/DP/D.A Press

O Dia Mundial da Luta Contra a Aids está sendo lembrado hoje pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) oferecendo teste rápido (leva cerca de 20 minutos) e gratuito, em frente à Igreja Basílica Nossa Senhora do Carmo, no bairro de Santo Antônio, Centro do Recife.

Um trailer será colocado no local e terá a capacidade para realizar 200 exames, das 9h às 16h. Se você já fez sexo pelo menos uma única vez sem usar camisinha já é motivo suficiente para fazer o teste. O coordenador do Programa Estadual de DST/Aids, François Figueirôa, defendeque o teste rápido é uma maneira de tornar o diagnóstico da doença mais acessível à população. "Quanto mais rápido se descobre, há mais chances de controlar os efeitos da infecção", alertou.

A ação itinerante da SES na Basílica do Carmo é para marcar a data, mas em qualquer dia é possível realizar o exame gratuitamente. Só não será tão rápido. O teste pode ser feito em qualquer posto de saúde ou ainda nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTAs). Ao todo, há 24 centros, em cidades como Recife, Olinda, Garanhuns, Petrolina, Palmares e Ipojuca.

François Figueirôa informou que a Aids torna-se cada vez mais uma doença controlável. Mas para isso é preciso um diagnóstico precoce. Quanto mais cedo for descoberta, melhor, pois o vírus altera o sistema imunológico e fica resistente. O diagnóstico precoce é muito importante também para mulheres grávidas. Se começarem o tratamento durante o pré-natal e não amamentarem, as chances do bebê adquirir o vírus HIV são reduzidas. Apesar do avanço no controle da doença, aAids ainda mata. "Quem morre mais é que tem o diagnóstico tardio ou quem abandona o uso do medicamento".

Doença

O Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi instituído em 1987, pela Organização Mundial de Saúde. Em Pernambuco, a primeira notificação de um caso ocorreu em 1983, em um homem. De lá para cá já foram registrados 14.751 pessoas acometidas pela doença no estado, sendo 9.813 homens e 4.938 mulheres. Segundo Figueirôa, os números nos últimos quatro anos estão se mantendo no mesmo patamar: cerca de 900 novos casos são registrados ao ano. O número equipara-se com os dados nacionais, mas ainda é muito alto.

É para evitar que esse número aumente que Jair Brandão Filho se dedica todos os dias. Ele milita na área desde 1998. Já se deparou com pessoas que achavam que HIV se pegava com beijo ou dividindo o mesmo prato. Mas também percebeu que por conta do avanço no controle da doença, muita gente não teme contrair o vírus. "Naquela época, quando eu tinha apenas 18 anos, a informação era que a Aids matava. Hoje,as pessoas pensam que o coquetel mata o vírus da Aids. Mas não mata. Não estou curado. Tenho que tomar remédio a vida toda", lembrou. Há cinco anos ele trabalha na ONG Gestos e luta por políticas públicas para as pessoas que convivem com o vírus e contra o preconceito. "A saída é prevenção e informação", resumiu.

HIV em números

900 é o número aproximado de novos casos que surgem por ano em Pernambuco

10,8% dos casos identificados no estado em 1990 eram mulheres

39,7% é o percentual de mulheres com a doença hoje em Pernambuco

89,2% era o percentual de homens entre os casos identificados em Pernambuco em 1990

630 mil é o número de casos de infecção por HIV em Pernambuco

255 mil delas nunca fizeram o teste diagnóstico

200 mil pessoas recebem o coquetel antiaids no Brasil

19 medicamentos, de cinco diferentes tipos, compõem os coqueteis

14,7 mil são os casos de infecção por HIV em Pernambuco. Destes:

4,9 mil são mulheres

9,8 mil do total são homens

Com informações do Diario de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário